Teoria estrutural do carbono

Como você viu no tópico anterior, a grande maioria dos compostos que conhecemos são compostos de carbono. Se você prestrou atenção nesta informação e é um pouco curioso, deve estar se pergutando: mas o que é que este tal de carbono tem de tão especial para estar presente em tantos compostos? É exatamente isso que vamos ver neste tópico!

Em 1858, o pesquisador Kekulé, juntamente com Couper, elaborou uma Teoria estrutural do carbono, na qual explanou sobre as características do elemento carbono que seriam responsáveis por garantir a este elemento uma flexibilidade tal que ele fosse capaz de ligar-se com facilidade a outros elementos, formando uma gama muito grande e variada de compostos, muito maior do que qualquer outro elemento químico.

A teoria estrutural do carbono fundamenta-se em quatro postulados ou princípios gerais:
1) Tetravalência constante

O átomo de carbono é sempre tetravalente, ou seja, sempre faz quatro ligações covalentes. Veja os exemplos:


Continue lendo sobre a teoria estrutural do carbono no Qi Educação.
Nenhum comentário:
Postar um comentário

Leia antes de comentar:

1 - Comentários ofensivos, escritos em CAIXA-ALTA, spam e similares serão deletados.
2 - O autor deste blog não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem as do autor do blog.