História em Quadrinhos (HQs) no ensino de Física

Já não é novidade o uso de Histórias em quadrinhos (HQs) no ensino de ciência, muitos já conhecem as tirinhas de física de Luisa Daou e Francisco Caruso. Mas vale lembrar que as HQs já foram criticadas pelo Ministério da Educação, que em 1964, divulgou um estudo que acusava os quadrinhos de causar preguiça mental e desestimular o aprendizado e a leitura de livros. E, o preconceito que ainda existe com relação as HQs tiveram origem nesta época.

Acredito que HQs, tirinhas e ilustrações proporcionam o acesso ao conhecimento de uma forma agradável e divertida, permitindo ao leitor associar o aprendizado ao prazer. As HQs exercitam a criatividade e a imaginação que, aliadas ao conhecimento científico, ajudam a construir o pensamento intuitivo que a ciência exige.

A linguagem dinâmica das HQs e as tirinhas proporcionam uma maior interação e fixação do conteúdo abordado. Estas podem ser utilizadas tanto para introduzir um novo conteúdo como para fixá-lo.

Aqui no Efeito Joule estamos utilizando este recurso para introduzir conceitos, fenômenos físicos e personagens da ciência aos nossos leitores. Neste intuito criamos a série de tirinhas intitulada Vestibulário. Um exemplo é a tirinha de número 005 (Vestibulário: Estudando eletrização) que aborda o conteúdo de eletrização por atrito. Neste caso, queremos introduzir o conceito de eletrização por atrito que será explicado no texto sobre o assunto e fixado através de exercícios resolvidos. A tira traz um bom exemplo para este fenômeno físico e ajuda na fixação do conteúdo.

Na mesma série de tirinhas também pretendemos oferecer dicas para vestibulandos de uma maneira dinâmica e divertida. Um exemplo é a tirinha de número 007 (Vestibulário: O tempo é relativo, mas nem tanto!).  Nesta tira queremos reforçar que é necessário ficar atento a documentação e ao local de aplicação do vestibular para evitar problemas, como por exemplo, chegar atrasado no dia da prova. Esta tirinha ainda nos dá um link para o conteúdo de relatividade restrita com as últimas falas sobre tempo relativo.

Este recurso ainda possibilita criar o interesse à leitura nos jovens, que normalmente recusam-se a leituras mais extensas, proporcionando uma participação mais ativa na sala de aula. As HQs possibilitam ao estudante aumentar seu leque de meios de comunicação, incorporando a linguagem gráfica às linguagens oral e escrita.

É possível utilizar a linguagem das HQs com objetivos mais amplos que o simples entretenimento, transformando a HQ em um recurso paradidático.

Biografias

Livro: Guerra Dos Gibis
Autor: Gonçalo Junior
Editora Companhia das Letras

Livro: Como usar as histórias em quadrinhos na sala de aula
Autores: Angela Rama (Org.), Waldomiro Vergueiro (Org.)
Editora Contexto

Se você gostou, assine o blog e receba nossas atualizações por e-mail. Você também pode seguir o  Efeito Joule no Twitter ou no Facebook.


2 comentários:
  1. Olá. Sou professor de física no CEEJA DE MIRACATU, e gostaria de saber se vocês permitem que eu use essas tirinhas em meu blog, Para ilustrar algumas situações?

    No aguardo, desde já obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá professor Silvio! Com certeza você pode utilizar nossas tirinhas, basta colocar o nosso link como autor.

      Abraços

      Excluir

Leia antes de comentar:

1 - Comentários ofensivos, escritos em CAIXA-ALTA, spam e similares serão deletados.
2 - O autor deste blog não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem as do autor do blog.