Princípio Fundamental da Dinâmica

O Princípio Fundamental da Dinâmica, ou 2ª Lei de Newton, versa sobre a interação entre corpos, chamada “força”, a partir das suas massas e acelerações. O princípio fundamental da dinâmica é o núcleo da mecânica clássica e é descrita pela equação:

F = m.a

Desde os tempos remotos de Copérnico reconheciam-se muitos avanços na ciência como as Leis de Kepler, a Lei dos Corpos em Queda por Galileu e a Inércia por Isaac Newton, mas não havia um princípio unificador. Newton viria, então, a estabelecer a física como a conhecemos hoje e apresentar ao mundo esse princípio fundamental que tanto faltava.

Herdado de Galileu, o conceito de inércia inspirou em Isaac Newton a dinâmica entre os corpos no Universo, em que uma força aplicada sobre qualquer corpo é proporcional a alteração no movimento deste corpo em um intervalo de tempo tornando-o acelerado:

Q = m.v

Portanto, verificamos neste momento que a 2ª Lei de Newton diz que a força aplicada é igual à razão da variação da quantidade de movimento num determinado período: 

F = ΔQ/Δt
F = m.v/ Δt
F = m.a

Ela parece simples, mas uma análise detalhada desse princípio nos revela algo um pouco mais complexo: A equação F = m.a é uma equação vetorial. Tanto a força quanto a aceleração são vetores e devem possuir a mesma direção e sentido.


Por exemplo, quando um corpo de massa m cai, a gravidade exerce uma força F para baixo e o resultado é a aceleração. Mas o que sabemos sobre a aceleração de corpos em queda? Em primeiro lugar ela é constante. Em segundo, é aproximadamente mesma para todos os corpos em queda na superfície da Terra e, no caso do nosso exemplo, é denominada g. Portanto, a força da gravidade exerce uma aceleração g para baixo em qualquer corpo em queda de massa m, assim: 

F = m.g

Essa equação se aplica a todos os corpos que estejam na superfície terrestre (ou em qualquer outro campo gravitacional), independente da direção ou sentido do movimento desse corpo, isto é, a gravidade está sempre lá, trazendo o corpo em direção a Terra.

Como pudemos perceber, a revolução na forma de vermos o mundo precisou da hora certa e a pessoa certa. A hora certa foi em 1665 e a pessoa foi Isaac Newton. Com apenas 23 anos de idade e três leis fundamentais, Newton descobriu a causa do movimento e com isso seu princípio dinâmico complementaria a cinemática de Galileu. Com o princípio fundamental da dinâmica, Isaac Newton não mudou a maneira de como o mundo funciona, mas a maneira de como o entendemos.

Professor colaborador Vinicius Branco Silva
6 comentários:
  1. ótimo artigo !!!
    Está me ajudando muito com o trabalho de Física !!!

    ResponderExcluir
  2. otima explicação sobre a dinamica.

    ResponderExcluir
  3. achei uma maravilha!! as vezes eu acho que aprendo mais na internet do que na escola!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é que aprende mais que na escola.. é que na escola foi a primeira vez que viu... agora quando vem procurar aqui... já pelo menos escutou o professor falando.. agora já está assimilando melhor o que foi explicado e realmente fica mais simples de entender... Mas é por aí mesmo... escutou na escola... agora vem pra net terminar de entender... abraços

      Excluir
    2. Aí depende. Numa escola em que eu estudei tinha professor que nem dava aula direito. Só colocava umas fórmulas e questões que não demandavam nenhum raciocínio, só era pra resolver umas equações de primeiro grau mesmo, tipo exercicio de sexta serie. Ele só escrevia a formula no quadro e resolvia umas equações e essa era a aula de física dele. Explicar o significado da fórmula? Ele nunca fez isso. Nem mesmo pincelar a historia da física ele fazia. Triste isso, mais de trinta alunos prejudicados.

      Excluir
  4. Sensacional, muito bem explicado, colocado e organizado.

    ResponderExcluir

Leia antes de comentar:

1 - Comentários ofensivos, escritos em CAIXA-ALTA, spam e similares serão deletados.
2 - O autor deste blog não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem as do autor do blog.