Física - Cinemática

Na tentativa de organizar nossos textos de física- cinemática organizei esta lista de links. Basta clicar no título para ler o conteúdo completo.

A mecânica clássica é o estudo do movimento das partículas e dos fluidos. Este estudo pode ser dividido, didaticamente, em: cinemática, estática e dinâmica. A cinemática é o estudo descrito dos corpos em movimento, sem se preocupar com as causas destes movimentos.

É importante lembrar que um corpo está em movimento quando, à medida que o tempo passa, sua posição varia em relação a um referencial. Na cinemática vamos estudar dois tipos de movimento retilíneo, o movimento uniforme e o movimento uniformemente variado, logo em seguida vamos estudar o movimento circular que também pode ser dividido da mesma maneira, movimento circular uniforme e movimento circular uniformemente variado.

Trajetória direção e sentido

Alguns conceitos básicos são de grande importância quando se vai iniciar o estudo da cinemática. Neste texto vamos estudar os conceitos de trajetória, direção e sentido.


Na cinemática não nos preocupamos com as causas dos movimentos. Só nos interessa descrever o movimento, determinar a posição, a velocidade e a equação do móvel num determinado intervalo de tempo. E, a noção de tempo é fundamental na descrição de qualquer movimento. Vamos ver um exemplo para estudar como utilizar o tempo nos exercícios de cinemática.


Como vimos no texto sobre trajetória, é importante determinar a posição do móvel para o estudo da cinemática. Vamos ver um outro exemplo e estudá-lo para entender o conceito de distância percorrida e variação de espaço na cinemática.


A cinemática escalar é o estudo da cinemática utilizando, para fim de cálculos, grandezas escalares, ou seja, grandezas que tem apenas um valor numérico, onde não nos preocupamos com a direção e o sentido desta grandeza que são características de um vetor.


Exercício de Física do vestibular da UNESP 2006. Prova de conhecimentos gerais, questão que exige conhecimentos de cinemática.


Para todo movimento podemos associar uma grandeza chamada velocidade que é o quociente entre a variação de espaço e a variação de tempo utilizado pelo móvel neste percurso. A velocidade mede a variação da posição do móvel no tempo, e nos fornece um valor que expressa o quanto o móvel está rápido ou devagar ao realizar um percurso.


O movimento uniforme é caracterizado por ter o móvel sempre com velocidade constante, ou seja, não importa as causas do movimento, como se iniciou ou como terminou, analisaremos apenas o trecho onde a velocidade não varia com o tempo.


Sempre que a velocidade de um móvel varia dizemos que esse móvel está acelerando. A aceleração é, portanto, uma medida da variação da velocidade por intervalo de tempo. Para entendermos melhor este conceito, vou dar um exemplo e o analisaremos com a ajuda de uma tabela.


O movimento uniforme é aquele onde o móvel sempre tem velocidade constante, ou seja, não importa as causas do movimento, como se iniciou ou como terminou, analisaremos apenas o trecho onde a velocidade não varia com o tempo. Entender bem o conceito de velocidade, sua orientação e as classificações do movimento é importantíssimo para a compreensão da cinemática como um todo.


O movimento uniformemente variado é aquele em que a velocidade do móvel varia de maneira uniforme, ou seja, que o módulo da velocidade aumenta ou diminui uniformemente caracterizando uma aceleração constante e diferente de zero.


Quando um corpo se movimenta sujeito apenas à aceleração gravitacional, desprezando qualquer tipo de resistência, dizemos que este corpo está em queda livre. Logo, queda livre é um movimento que só existe no vácuo pois, só assim, não temos a resistência do ar.


Exercício de física resolvido. Questão que exige conhecimentos de cinemática:movimento circular uniforme, aceleração centrípeta, velocidade angular, velocidade linear, freqüência, período.

Se você gostou do blog, siga o Efeito Joule  Twitter, no Facebook ou receba as atualizações por e-mail
Você também vai gostar de ler: