Cinemática: Tempo e variação de tempo

Na cinemática não nos preocupamos com as causas dos movimentos. Só nos interessa descrever o movimento, determinar a posição, a velocidade e a equação do móvel num determinado intervalo de tempo. E, a noção de tempo é fundamental na descrição de qualquer movimento. Vamos ver um exemplo para estudar como utilizar o tempo nos exercícios de cinemática.



Um ônibus parte às 12h do terminal rodoviário de São Paulo e chega às 14h a um terminal de uma cidade vizinha que dista 160km de São Paulo. Qual foi a variação de tempo do móvel neste movimento?


Variação de tempo é equivalente ao tempo utilizado pelo móvel para percorrer a trajetória proposta e pode ser calculado como sendo a subtração entre o tempo final e o tempo inicial do percurso (∆t = tf – t0). No nosso exemplo o tempo final é 14h e o tempo inicial é 12h, logo, a variação de tempo é de 2h.


Em nossos exemplos e exercícios, o tempo poderá ter outras unidades como o segundo, o minuto ou mesmo o dia. A Terra, por exemplo, demora para dar uma volta completa em torno do Sol, 365 dias e seis horas. Para saber mais sobre as unidades utilizadas na física, você pode ler o texto sobre o Sistema Internacional de Unidades (SI).


Nunca teremos um valor de tempo negativo em nossos exercícios, pois isto seria o equivalente a voltar no tempo, o que não é possível.