Lei de Coulomb

Lei de coulomb
Charles Augustin Coulomb desenvolveu uma teoria que chamamos hoje de Lei de Coulomb. A Lei de Coulomb trata da força de interação entre as partículas eletrizadas, as partículas de mesmo sinal se repelem e as de sinais opostos se atraem.


O físico Charles Coulomb utilizou para estudar estas forças, um equipamento que ele mesmo desenvolveu. A balança de torção. Este equipamento consiste em um mecanismo que calcula a intensidade do torque sofrido por uma partícula que sofre repulsão.

Em muitos exercícios você pode encontrar o termo carga elétrica puntiforme, este termo se refere a um corpo eletrizado que tem dimensões desprezíveis em relação à distância que o separa de outro corpo eletrizado.

As cargas elétricas positivas são atraídas pelas cargas elétricas negativas e as cargas com mesmo nome se repelem, este não é um conceito difícil de entender e, já estudamos nos processos de eletrização. A lei de Coulomb diz que a intensidade da força eletrostática entre duas cargas elétricas é diretamente proporcional ao produto das cargas e inversamente proporcional ao quadrado da distância que as separa. Esta, porem, não é uma afirmação tão fácil de aceitar, por isso vamos observar a equação que a explica.


Onde:

F é a força de interação entre duas partículas (N)
k é uma constante (N.m2/C2)
Q é a carga elétrica da primeira partícula (C)
q é a carga elétrica da segunda partícula (C)
d é a distância que separa as duas partículas (m)


É importante lembrar que utilizamos os módulos das cargas elétricas das partículas, ou seja, colocamos na fórmula apenas o valor numérico, sem o sinal (que indica o sentido do vetor) desta carga.

Podemos tirar algumas conclusões sobre a Lei de Coulomb observando a equação acima, que relaciona o valor da força elétrica de interação entre partículas eletrizadas com suas cargas elétricas e com a distância que as separa. A relação entre a força e as cargas é uma relação diretamente proporcional, ou seja, quanto maiores as cargas, maior será a força de interação. A relação entre a força e distância é uma relação inversamente proporcional, quando aumentamos a distância entre as partículas a força elétrica diminui.

Logo, temos duas conclusões importantes:

1) mantendo-se a distância entre os corpos e dobrando-se a quantidade de carga elétrica de cada um, a força elétrica será multiplicada por quatro.

2) mantendo-se as cargas elétricas e dobrando-se a distância a força elétrica será dividida por quatro.

A letra k representa uma constante de proporcionalidade que chamamos de constante eletrostática, está constante depende do meio onde se encontram as partículas estudas.

Para o vácuo k = 9 . 109 unidades do SI

A lei de Coulomb é o cálculo das forças de interação de duas partículas, sendo que essas forças de interação são iguais em módulo, ou seja, têm a mesma intensidade e direção mas, sentidos opostos.

Para entender melhor, veja um exercício resolvido sobre Lei de Coulomb.
26 comentários:
  1. alguem pode me ajuda?

    A carga eletrica do proton difere da carga eletrica do eletron apenas por sinal, ambas possuem o mesmo valor absoluto, 1,6x10(a menos 19)C. Considerando que 1A signfica 1Coulomb por segundo, qual a quantidade de eletrons que passa por uma secção reta de um condutor sólido onde ocorre uma corrente eletrica de 8 A

    ResponderExcluir
  2. estou precisando de alguns exercicios de fisica(força eletrica)

    ResponderExcluir
  3. muito inteligente.! amei d+
    tirei todas as minhas dúvidas
    já posso me formar em Robótica.

    ResponderExcluir
  4. Valeu pelo aviso, Ivan!!!
    vou trocar a imagem da equação e acrescentar o módulo.
    abraços

    ResponderExcluir
  5. E se a Lei de Coulomb fosse ao contrário pode me ajudar sobre o que ocorreria?

    ResponderExcluir
  6. Clarice;
    Olá, minha professora pediu para os alunos mandarem por e-mail 10 questões resolvidas sobre lei de Coulomb. Achei ridículo, pois temos apenas duas aulas com ela e no mesmo dia, uma seguida da outra.. ela disse q para a prova irá tirar algumas questões deste trabalho, e ela só faz uma prova por bimestre...Peço que quem souber um site para eu achar as perguntas com respostas ou puder me passar por favor... deixo meu e-mail para quem souber... cla_loka@yahoo.com.br
    desde já muito obrigada.

    ResponderExcluir
  7. muito bom o conteudo, objetivo e claro.

    ResponderExcluir
  8. Felipe Venâncio4 de julho de 2010 23:08

    Olá Estevão boa noite.
    Gostaria de fazer uma pequena correção no texto acima. A constante que depende do meio na lei de Coulomb é a constante dielétrica do meio em questão, e não a constante de proporcionalidade que nada tem haver com o meio.
    Desta forma para cálculos no vácuo ou no ar, a constante dielétrica destes meios é aproximadamente igual a 1, e pode-se omitir tal valor da equação. No entanto realizando-se experimentos em outros meios quaisquer, deve-se introduzir o termo Ko no denominador da equação.
    Para maiores informações pode-se consultar o livro: Curso de física vol.3 de Beatriz Alvarenga e Antônio Máximo 4ª edição. Página 927 .
    Felipe. 03/07/2010.
    email para contato: fe_lipe72@hotmail.com

    ResponderExcluir
  9. pessoal me ajude por favor me ajude a resolve esse problema.

    uma particula eletrizada com carga 8,57exp -6 , foi colocada no vácuo a 12 cm de outra desconhecida com carga Q1 . Determine o valor da carga desconhecida , sabendo-se de repulsão é de modulo igaual a 10 N .

    ResponderExcluir
  10. na expressão F=kqq/d², quando utilizamos unidade SI , devemos exprimir:
    a) F em newtons , d em metros ,q e q1 em coulombs.
    B) F em newtons, d em centímetros, q e q¹ em coulombs.
    c) F em dinas, d em centímetros , q e q¹ em coulombs.
    d) F em newtons, d em metros , q e q¹ em numeros de cargas elementares.
    Qual a resposta correta?
    Ass: Rogério de souza

    ResponderExcluir
  11. Uma pequena esfera recebe uma carga de 40m C, e outra esfera de diâmetro igual, localizada a 20cm de distância, recebe uma carga de -10m C. Qual a força de atração entre elas?

    ResponderExcluir
  12. Muito bom!
    Dentre tantos outros sites que oferecem este mesmo conteúdo, esse é o mais completo e fácil de entender!
    Parabéns pelo Blog!

    ResponderExcluir
  13. Deu pra entender blz...

    ResponderExcluir
  14. p/ jaodokblo

    Basta usar uma regra de 3.

    1 e ------ 1.6*10^(-19) C (carga fundamental)
    x e ------ 8 C

    Considerando um tempo de 1 segundo, temos: Se 1 elétron tem a carga fundamental, quantos elétrons terão 8 C de carga?

    x = 8/1.6*10^(-19)

    x = 5*10^19 elétrons/segundo

    ResponderExcluir
  15. como se resolve essa questao:
    tres esferas a,b e c com cargas eletricas respectivamente iguais a 2q,q e q. a força eletrica de a em b vale 2x10 a menos 6 newton. calcule a força eletrica resultante que a e c exercem em sobre b.

    ResponderExcluir
  16. Muito bom! Me ajudou bastante, obrigada!

    ResponderExcluir
  17. muuuuuito bom mesmo, me ajudou de mais!

    ResponderExcluir
  18. p/ marcia

    Para se resolver esta questão é necessário se conhecer a geometria do problema. Como estas cargas estão distribuídas espacialmente? Distância entre elas. São colineares? Ângulos entre elas?

    ResponderExcluir
  19. essa é a materia mais complicada de se estudar pode ter certeza1

    ResponderExcluir
  20. Essa matéria é chata mais muitas questoes caem sobre esse assunto

    ResponderExcluir
  21. ajudou muito.
    física mata qualquer um.

    obrigado

    ResponderExcluir
  22. preciso de ajuda para entender essa lei de coulomb.

    ResponderExcluir
  23. duas carga de sinas contrario se atrai(+ e
    -)de sinal identico repele-se(+e+ ou - e -).

    ResponderExcluir
  24. Amei o site,pois explik mt bem,espero q semana q vem eu tire uma nota boa na prova do prof Edilúcio

    ResponderExcluir

Leia antes de comentar:

1 - Comentários ofensivos, escritos em CAIXA-ALTA, spam e similares serão deletados.
2 - O autor deste blog não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem as do autor do blog.