Eletrização por contato

Considere dois corpos, A e B, sendo A positivamente eletrizado e B um corpo neutro. Quando colocamos estes corpos em contato, as cargas positivas do corpo A atraem as cargas negativas de B. Os corpos, claro, devem ser condutores para que isso aconteça. Ao separarmos os corpos, percebemos que o corpo B perdeu elétrons, logo este ficou positivamente eletrizado. Este processo é chamado eletrização por contato.

Na eletrização por contato os corpos ficam com a mesma distribuição superficial de cargas elétricas. Isto significa que se os corpos forem idênticos, eles terão a mesma carga elétrica.

Convém observamos aqui, um dos princípios mais importantes da eletrostática:

Num sistema eletricamente isolado, a soma algébrica das cargas positivas e negativas é constante.

Isto é uma outra forma de se dizer que a carga elétrica não é criada do nada. Assim, dois corpos podem trocar carga elétrica entre si, mas nenhum deles “fabrica” carga elétrica. Observe a animação:




Se você gostou do blog curta nossa página no Facebook ou receba as atualizações por e-mail.